segunda-feira, 23 de novembro de 2009

estou vivo

tem força demais nesse mundo
nem que o nó dos olhos confundam os ouvidos
nem que a dor do pé marca a noite cansada
mas eu corro e pulo do teto à calçada
sem meus sonhos de vida
nem fé, nem ferida
na feroz velocidade da pista
o vento... o rosto...
combinações perfeitas e nostálgicas de um dia sombrio
apague a vela com os dedos, sem queimar
apague o sol, da vida, da veia
sente o frio?
sente-se então, mas me ouça
no café,
nos jantares,
pense... cadê o frio?
no café, sinta... sinta
é subentendido suas metáforas, ambíguos pensamentos

é assim,
me sinto vivo assim, me sinto...
você se sente? se sente vivo?

2 comentários:

luisa disse...

Mas é uma bichinha que estcreve demais gente *-*

AHUAHUAHHAUHA

ADORO!!!!

elindinha_ppg disse...

meu primo é fodah
hahahaha