segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Cicatriz do Destino.

Sentia-se uma Eva
Gastando os brilhos de seus olhos
Ela procurou,
Cadê teu Adão?
O mundo, como ela queria
O mundo...

O amor como ela quer,
Não acha.
Simples dor, enlouquece

Não termina como uma história
De filme...
Não se sente bem para esquecer,
Esquecer que a felicidade nunca,
Nunca está ao teu lado

Ela pula... Caindo ela vê tua vida
Em dois segundos,
Avistou um longo caminho escuro
Triste, esborrachou-se no chão
E o mundo que admirara não a viu

Sua vida esgotou, fim da linda...
Os olhos fecham, sem dor ela sorriu
Viver e morrer sem seu Adão,
Teu destino foi esse, e o ponto final
Ela que colocou!

3 comentários:

luisa disse...

Ahhhh vááááá. Tem que parar com esses textos tristes menino =/ Isso num faz bem nãaãão!

AAUHAUHAUHAUH
Mas táá´lindo!! beeijo*

P. Fernando disse...

É que a vida não é um mar de rosas!
hehe

pauane disse...

Tadinha da Eva =/